Pedidos de Oração
   Entre em contato
O Rosto da Misericórdia
Jesus é o rosto da misericórdia do Pai.
(Misericordiae Vultus – MV n° 1)
 
 
Publicado em 19 de Fevereiro de 2017
 

 

                A busca pelo conhecimento do rosto de Jesus, passa, irremediavelmente, pelo cotidiano da vida de cada fiel. É em nosso cotidiano que a vida de oração, a meditação e o estudo sistematizado, conduzem, com segurança, à compreensão do agir de Deus na História, de sua procura pela criatura pecadora e de seu amor misericordioso manifesto de forma plena no rosto de Jesus na plenitude dos tempos (Gl 4,4).

                Esta plenitude dos tempos, porém, foi preparada ao longo dos séculos. O próprio Deus, preparou seu povo para o encontro com “este rosto”. Para tanto, logo após o pecado, Deus Pai inicia um caminho com Abraão, Moisés e tantos outros homens escolhidos nos mais diversos momentos históricos.  Mas apenas na “plenitude dos tempos” (Gl 4,4), quando tudo estava pronto, segundo o seu plano de salvação, mandou o seu Filho, nascido da Virgem Maria, para nos revelar, de modo definitivo, o seu amor.

                Este modo definitivo da revelação de Deus é a Encarnação do Verbo. Esta permite ao homem “ver” em Jesus o Pai, tal como nos afirma São João em seu Evangelho: “Quem me vê, vê o Pai” (Jo14,9). Este ver destacado por João implica em observar os gestos e as palavras de Jesus, por isso, o Papa Francisco afirma que “com a sua palavra, os seus gestos e toda a sua pessoa, Jesus de Nazaré revela a Misericórdia de Deus” (MV n° 1).

                Desta forma, cabe a cada fiel ser aquele que se preocupa, que procura compreender, conhecer, investigar e, principalmente, amar a face de Jesus, pois será sempre Ele o fundamento, a busca e a razão de toda atividade do fiel neste mundo. Se não conhecemos o “rosto de Jesus” o que mais poderíamos buscar conhecer na vasta seara do mundo? Conhecer o “rosto de Cristo” é, portanto, essencial para cada batizado.

                Neste “rosto”, afirma o Papa Francisco, encontramos a fonte da alegria, da serenidade, da paz e, principalmente, a nossa salvação eterna (MV n° 2). Esta salvação do gênero humano, é a máxima manifestação do amor divino. Não por acaso São João em sua primeira carta define Deus como amor (1 Jo 4,8). Este amor que tornou-se palpável, visível em Jesus e deve ser levado, por todo fiel batizado no mundo.

                Esta, talvez, seja a mais nobre missão que Jesus nos confiou: levar o amor de Deus ao mundo, ou seja, ser um colaborador de Deus na obra da salvação das almas. O método proposto pelo Papa Francisco para executar a tarefa de colaborador na salvação das almas é: ser uma evidência da misericórdia do Pai nas nossas paróquias, nas comunidades, nas associações e nos movimentos – em suma, onde houver cristãos – qualquer pessoa deve poder encontrar um oásis de misericórdia (MV n° 12).

                Assim, após o cumprimento desta missão; após buscar, com insistência, compreender as razões da fé para melhor apresenta-las ao mundo; após uma vida de amor à verdade acima de todas as coisas; após a busca da salvação da própria alma e da alma dos outros com todo o empenho; após uma vida de busca do amor de Deus, de alimentarmo-nos Dele; restará apenas uma última tarefa: renovar as forças, a cada dia, até ao derradeiro dia onde o Amor Misericordioso de Deus virá ao nosso encontro.  

 

Prof. Maria Clara da Silva Machado

Doutora em Sagrada Escritura e

Professora no Mosteiro de São Bento - RJ

 

 

 

Revista:

 

Assine já!

Clique no link amarelo localizado no lado direito da tela().

Preencha o formulário e receba em sua casa a nossa Revista,

Sobre nós
 
O Espírito Santo, que renova a face da terra, torna os membros desta Família atentos aos sinais dos tempos e os faz reconhecer no Culto e na Devoção à Divina Misericórdia um dom proveniente do Céu, em graus de curar radicalmente os males que insidiam o homem, sobretudo quando este sofre, quando é ameaçado no próprio coração da sua existência e da sua dignidade (cf. DM 2).
Faça contato
 
  [email protected]
  (41) 3608 - 2556
  (41) 3608 - 2556
  R. Seringueira , Número 609, Fazenda Rio Grande/PR
Encontre-nos
 
 
Home   •   Ir para cima   •   Sitemap
Facebook Twitter Google+ Google Pinterest LinkedIn Email Addthis
© Todos os direitos reservados ao proprietário da marca.