Pedidos de Oração
   Entre em contato
Serva de Deus Lúcia de Jesus
e do Coração Imaculado
"É pela fé que nos vem a certeza da presença de Deus em nós."
 
 
Publicado em 8 de Fevereiro de 2017

 

 

Lúcia Rosa dos Santos, nasceu em Aljustrel, paróquia de Fátima, no dia 28 de Março de1907.

Na companhia de seus primos, os Bem-aventurados Francisco e Jacinta Marto, recebeu por três vezes a visita de um Anjo (1916) e por seis vezes a visita de Nossa Senhora (1917), que lhes pediu oração e penitência em reparação e pela conversão dos pecadores.

A sua especial missão consistiu em divulgar a devoção ao Coração Imaculado de Maria como alma da mensagem de Fátima. Em virtude desta missão que lhe foi confiada recebeu ainda outras visitas de Nossa Senhora, assim como grandes graças místicas que a ajudaram a percorrer o seu caminho com fidelidade.

Ingressou na Congregação de Santa Doroteia, em Espanha, onde se deram as aparições de Tuy e Pontevedra, as aparições da Santíssima Trindade, de Nossa Senhora e do Menino Jesus.

Desejando uma vida de maior recolhimento para responder à mensagem que a Senhora lhe tinha confiado, entrou no Carmelo de Coimbra, em 1948, onde se entregou mais profundamente à oração e ao sacrifício. Aqui tomou o nome de Irmã Maria Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado.

Nossa Senhora veio buscá-la no dia 13 de Fevereiro de 2005 e o seu corpo repousa na Basílica de Fátima desde o dia 19 de Fevereiro de 2006.

o dia 13 de Fevereiro de 2008, 3º aniversário do falecimento da Irmã Lúcia, o Santo Padre Bento VI, atendendo ao pedido de milhares de fiéis de todo o mundo, deu o seu consentimento para que se realizasse a abertura do Processo de Beatificação da Irmã Lúcia, dispensando assim 2 anos de espera para o prazo estabelecido pela Igreja.

O Santo Padre encarregou o Cardeal português, D. José Saraiva Martins, Prefeito para a Congregação da Causa dos Santos, de transmitir a notícia o que ele fez após a Eucaristia que celebrou no Carmelo de Santa Teresa, Coimbra, lendo publicamente, diante de centenas de fiéis, a carta com o Decreto do Vaticano que permite a abertura imediata do Processo de Beatificação da Irmã Lúcia.

«Bento XVI, acolhendo benevolamente o pedido apresentado pelo Bispo de Coimbra, D. Albino Mamede Cleto, e compartilhado por numerosos Bispos e fiéis de todas as partes do mundo, derrogou os cinco anos de espera estabelecidos pelas normas canónicas (cf. artigo 9 das Normae servandae), e dispôs que possa começar-se, apenas três anos depois da morte, a fase diocesana da causa de beatificação da Carmelita».

Todos os presentes, com o coração agradecido e num gesto de extrema alegria irromperam numa grande salva de palmas que os meios de comunicação social ampliaram para a Igreja inteira.

Para o Bispo de Coimbra, D. Albino Cleto, também presente na referida Celebração, esta decisão do Papa Bento XVI é reveladora "da estima do Santo Padre por Fátima e pela mensagem de Fátima, e, antes de mais, pelo acontecimento que aqui ocorreu, caso contrário não teria respondido positivamente ao pedido de antecipação".

 

A partir deste momento é-nos permitido prestar culto e rezar pedindo a Deus graças por intercessão da Irmã Lúcia.

 

Fonte:

 

http://www.lucia.pt/

Sobre nós
 
O Espírito Santo, que renova a face da terra, torna os membros desta Família atentos aos sinais dos tempos e os faz reconhecer no Culto e na Devoção à Divina Misericórdia um dom proveniente do Céu, em graus de curar radicalmente os males que insidiam o homem, sobretudo quando este sofre, quando é ameaçado no próprio coração da sua existência e da sua dignidade (cf. DM 2).
Faça contato
 
  (41) 3608 - 2556
  (41) 3608 - 2556
  R. Seringueira , Número 609, Fazenda Rio Grande/PR
Encontre-nos
 
 
Home   •   Ir para cima   •   Sitemap
Facebook Twitter Google+ Google Pinterest LinkedIn Email Addthis
© Todos os direitos reservados ao proprietário da marca.
 
ARQUIVO CRÉDITOS NÃO ESTÁ ABRINDO, ESTÁ COM ERRO OU NÃO POSSUI A ASSINATURA.